Tipos de Tintas – Conheça Todas as Opções e Aprenda a Escolher

Que existem diversos tipos de tintas no mercado, isso a gente já sabe. Cada um com suas tecnologias específicas, trazendo resultados diferenciados para os mais diversos acabamentos em nosso lar. Conhecer todas as possibilidades é, portanto, crucial para se obter o resultado que deseja.

E, pensando nisso, criamos o nosso guia de hoje. Nele você aprenderá tudo o que precisa saber sobre os mais diversos tipos de tintas e suas aplicações, a fim de fazer a escolha certa para a sua obra. A partir disso você terá o respaldo suficiente para fazer uma compra eficiente para os seus objetivos.

Portanto, lhe convidamos a seguir em nosso artigo completo e assim ficar por dentro de todas as informações pertinentes acerca do universo das tintas. Acompanhe a seguir:

 

(Foto: Pinterest)

 

Conheça os tipos de tintas e suas aplicações

Abaixo iremos listar os mais diversos tipos de tintas para que você conheça as suas características e aplicações. Feito isso, lhe daremos um pequeno guia de como escolher a melhor opção de acordo com os seus objetivos. Acompanhe:

Tinta Látex Pva

A tinta de Látex PVA é certamente a mais utilizada nas residências brasileiras. Isso porque ela proporciona uma facilidade que qualquer pessoa leiga consegue se engajar e pintar uma parede sozinha.

A sua cobertura é leve, porém, com um tom bem uniforme. Além disso, se ocorrer de respingar um pouquinho de tinta em qualquer outro item, como no chão, por exemplo, basta passar um paninho úmido que toda a lambança já será removida. Trazendo, dessa forma, uma facilidade e uma preocupação a menos na hora de limpar.

Além disso, você como pinto não terá dificuldades para limpar os seus pinceis. Uma vez que não precisará necessariamente de solvente, desde que você mergulhe os pinceis em água imediatamente após o término da pintura, lavando-os em seguida.

Outro ponto que precisa ser pensado é que este tipo de tinta não é aconselhável para o exterior da sua casa, principalmente se há respingos de chuva, por exemplo. Pois a tinta não suportaria em bom estado por muito tempo, aparecendo manchas facilmente.

Do mesmo modo ocorre para ambientes muito úmidos, como cozinha ou banheiro. Comumente nestes ambientes haverá respingos nas paredes e, no caso da cozinha, até algumas comidas com molhos poderão sujar a tinta. Logo, você deverá estar preparado para ter muita dificuldade na limpeza, uma vez que não há boa estrutura para “esfregar” essa tinta. E, além disso, esse “esfregar” poderá resultar em uma parede manchada, sem tinta, pois ela sairá com facilidade.

Por fim, vale salientarmos que este tipo de tinta é solúvel em água, além de ter um odor suave. A secagem é rápida, e poderá fazer parte de ambientes como quartos e salas.

 

(Foto: Pinterest)

 

Tinta acrílica

A tinta acrílica, por sua vez, tem algumas pequenas diferenças quando comparada com a PVA. Acontece que a acrílica pode apresentar um pouco mais de brilho, devido ao seu acabamento impermeabilizante. Porém, é possível ainda adquirir a versão fosca do produto, que poderá do mesmo modo encarecer um pouco mais a sua compra.

Além disso, ela é fácil de ser removida caso haja algum respingo em algum móvel ou piso, por exemplo, desde que lavada o mais rápido possível. Os pinceis também podem ser limpos apenas com água, e a cobertura da tinta é ótima, até mesmo para “sumir” aquelas manchinhas na parede.

O seu acabamento é mais brilhante e mantém a superfície mais uniforme, o que proporciona uma possibilidade para a cozinha e o lavabo, por exemplo. Uma vez que este tipo de tinta pode ser inclusive “esfregado”, em caso de respingos de molhos ou outras substâncias que possam comprometer o ambiente em questão.

Essa também é uma ótima alternativa para quem não tem muito conhecimento em pintura, e queira se engajar em uma nova decoração para o seu lar. Com poucas demãos você já desfrutará do resultado desejado, uma vez que a secagem também é mais rápida que de outras opções. Inclusive você poderá utiliza um secador de cabelo para transformar as quatro horas de secagem em alguns minutos.

Tinta esmalte

Inicialmente, as tintas esmalte eram feitas apenas a base de óleo, o que foi mudando para outros ingredientes sintéticos com o passar do tempo. Este tipo de tinta é altamente recomendada para superfícies de ferro e que necessitam de um acabamento mais liso e duradouro. Por exemplo, portas ou corrimões.

Além disso, ela apresenta a facilidade de limpeza simples e rápida, já que forma uma película na região em que é aplicada. Do mesmo modo, esta película não é recomendada para pinturas em grande escala nas paredes comuns, por exemplo, uma vez que, com o passar do tempo, ela possa descascar ou até mesmo criar bolhas.

A tinta esmalte tem uma característica muito marcante quanto ao seu acabamento de alto brilho. Embora seja possível encontrar as versões foscas, as opções de alto brilho são as que mais se apresentam em qualquer tipo de ambiente. Além disso, ela poderá ter um valor aquisitivo um pouco mais alto que as outras opções, devido aos seus benefícios.

 

(Foto: Pinterest)

 

Esse tipo de tinta precisa de um pouco mais de cuidado quanto à sua aplicação, para que o acabamento não deixe de ficar uniforme. Além disso, o cuidado com os móveis e o chão precisa ser redobrado, já que a sua remoção possa ser mais difícil ou até mesmo “impossível”.

Do mesmo modo ocorre com os cuidados com as mãos e os pinceis: apenas solventes adequados para remover a tinta é que poderão garantir um trabalho com um acabamento limpinho no fim. Caso contrário, você poderá ficar com as manchas por até dois ou três dias em suas mãos. Portanto, cuidado!

Tinta sintética epóxi

A tinta epóxi é feita a partir de material sintético e não pode ser diluída em água. Ao invés disso, este tipo de produto só pode ser diluído em solventes específicos, que garantam a qualidade do produto.

Ela é recomendada para ambientes onde a tacha de umidade seja alta, ou até mesmo, em ambiente inundados, como piscinas e caixas d’água. Há quem utilize desta opção até mesmo para pintar pisos ou paredes em cozinhas ou banheiros, por exemplo.

Porém, o seu acabamento é muito peculiar e precisa necessariamente de cuidados específicos para que haja o resultado que você realmente espera. Caso contrário, você poderá se deparar com o descolamento da tinta, bem como com o aparecimento de bolhas ou até mesmo mancha de mau acabamento.

É por isso que este tipo de tinta não deve ser aplicado por quem não possua conhecimento no processo. Portanto, neste caso, não hesite em contatar um profissional qualificado para que realmente obtenha aquele resultado que você sonha para a sua casa.

Tinta superlavável

As tintas do tipo superlavável, como o próprio nome já diz, são aquelas que você pode limpar com facilidade os mais diversos tipos de manchas e sujeiras, sem alterar o acabamento inicial. Assim você garante que ambientes como a cozinha, ou até mesmo o quarto das crianças, fiquem protegidos contra acidentes ou travessuras.

Uma vez que para ter o resultado que você deseja, basta esfregar levemente um pano úmido com sabão neutro até remover a mancha indesejada.

Este tipo de tinta também entra para a categoria de acrílicas que são diluídas em água, como mencionamos em um dos tópicos anteriores. A sua aplicação é simples, rápida e proporciona uma secagem mais rápida.

 

(Foto: Pinterest)

 

A diferença desta tinta para as outras opções acrílicas é que ela apresenta em sua composição um aditivo especial que garante os benefícios de ser superlavável. Logo, o resultado não poderia ser outro: um acabamento fácil de fazer, com uniformidade e proteção para ambientes que necessitam de limpezas constantes, inclusive nas paredes.

Este tipo de tinta mantém a sua casa protegida contra: manchas de giz e lápis; manchas de maquiagem; refrigerante; molhos; café; dentre outros produtos que possam sujar a sua parede.

Tinta inodora

Por fim, temos ainda a opção de tinta inodora, perfeita para aquele ambiente que poderia desencadear uma crise alérgica em alguém. Como por exemplo, no quarto do bebê, que por mais sutil que possa parecer o cheiro da tinta para nós, mesmo assim para uma criança muito pequena o impacto pode ser grande.

Existem diversas versões desse produto que você pode encontrar no mercado, de acordo com a sua necessidade. Isto é, você poderá encontrar as solúveis em água; as que não são; as com acabamento acetinado; ou aquelas brilhantes; também as foscas; dentre outras infinitas opções.

A aplicação dependerá, portanto, do acabamento que o tipo de tinta que você escolher tiver. Além disso, o mesmo vale para a facilidade de limpeza e de manutenção. Portanto, vale pesquisar as possibilidades para obter um bom resultado.

Como escolher a tinta certa?

Saber como escolher a tinta certa não é tão simples quanto parece. Precisamos pensar, de modo geral, em três pontos específicos para garantir uma boa compra. Veja a seguir quais são e não erre na hora de adquirir um bom produto:

  • Limpeza: O primeiro ponto que deve ser pensado é quanto à limpeza. Dependendo do ambiente você precisará pensar em um produto que facilite o seu dia a dia e que não estrague a sua decoração. Como no caso da cozinha, do banheiro e do quarto das crianças. Assim você não precisará perder muito tempo esfregando e renovando a tinta na parede se optar pela acrílica, esmalte ou as superlaváveis. Caso contrário, a manutenção e a renovação será constante.

 

(Foto: Pinterest)

 

  • Saúde: Este ponto é importante quanto aos tipos de tinta que possam causar alergia e os que são feitos para pessoas sensíveis. Se você não tem nenhum problema com nenhum tipo de tinta, ótimo! Caso tenha, busque sempre alternativas como as opções inodoras.
  • Acabamento: O acabamento que você deseja também é peça chave. Você quer acabamento brilhante? Fosco? Acetinado? Cobertura suave? Quando pensar exatamente no que quer, poderá eleger as melhores tintas e assim escolher a opção que mais combina com os seus objetivos.
  • Mão de obra: Por fim, a mão de obra também precisa entrar para a lista de critérios. Afinal, algumas tintas podem, sem problema nenhum, serem pintadas por você mesmo. Enquanto que outras necessariamente precisam de uma mão de obra qualificada para o acabamento perfeito. Portanto, a pergunta seria: quanto você está disposto a investir na sua reforma/construção?

Agora é com você!

Agora que você já conheceu todos os tipos de tintas e suas características, além de aprender a como escolher a melhor opção, já poderá pôr a mão na massa para ter aquele acabamento que deseja. Depois é só contar pra gente qual a sua opção favorita e quais foram os seus resultados. Aposte!

Add Comment