Memorial Descritivo: O que é, como montar? Veja Exemplos

Um memorial descritivo é um documento muito importante em qualquer projeto de construção. Visto que ele trará informações imprescindíveis acerca de toda a estrutura de uma obra, considerando materiais que estão presentes neste projeto.

Por isso, este documento é sempre requerido e precisa ser feito com cuidado. Pois ele dará margem para mais segurança e até solução de problemas futuros, caso algum tipo de empecilho possa surgir no meio do caminho. Entretanto, é muito importante que você saiba como funciona o memorial de um modo mais aprofundado, para assim, montar um com excelência.

Acompanhe a seguir para saber mais.

memorial descritivo

O que é um memorial descritivo?

Em linhas gerais, um memorial descritivo nada mais é do que um documento muito importante, responsável por destacar todos os detalhes, objetivos, etapas, materiais de construção e recomendações para que uma obra seja realizada.

Trata-se de um documento obrigatório em todos os empreendimentos de construção civil, por questão de segurança e organização. Vale lembrarmos que qualquer pessoa que esteja interessada em adquirir um imóvel na planta poderá solicitar este memorial.

Em situações como edificações, este memorial precisa seguir a Norma de Desempenho de Edificações Habitacionais, a ABNT/NBR15575. É esta normal que determinará as condições para que todo o projeto seja executado de uma maneira segura e eficiente.

Como montar um memorial descritivo?

Montar um memorial descritivo requer o seguimento de algumas diretrizes trazidas pela ABNT. Porém, é importante frisarmos que cada profissional poderá incluir mais informações que julgar necessário.

De maneira geral, o memorial descritivo nada mais é do que a versão escrita das suas plantas. Dessa maneira, é importante que você detalhe todos os processos e materiais utilizados para atingir o resultado do desenho que você fez.

memorial descritivo

Abaixo apresentamos um exemplo de tópicos para você ter ideia de qual roteiro pode seguir para criar o seu memorial:

  1. Todos os dados gerais da Obra;
  2. Informações acerca da equipe técnica;
  3. Considerações gerais sobre a obra;
  4. Preliminares do seu projeto;
  5. Informações acerca das fundações;
  6. Sobre a estrutura de maneira geral;
  7. Dados acerca da estrutura das paredes;
  8. Informações sobre as esquadrarias;
  9. Dados sobre os vidros utilizados na obra;
  10. Tudo sobre a cobertura da construção;
  11. Tratamento e impermeabilizações da obra;
  12. Materiais utilizados nos revestimentos;
  13. Soleiras e peitoris;
  14. Informações sobre o forro utilizado;
  15. A pintura;
  16. A pavimentação;
  17. Todas as louças e metais;
  18. Instalações elétricas e hidrossanitárias.

A partir de todos estes tópicos, você poderá detalhá-los com informações que você julgar serem interessantes e úteis para manter a segurança e a efetividade do projeto como um todo.

Por que o memorial é importante?

O memorial é muito importante tanto para quem irá executar o projeto, quanto para quem irá adquirir o imóvel. Visto que é nele que você encontrará informações especificadas de todas as atividades que não podem ser descritas a partir do desenho técnico, ou seja, da planta da casa.

Afinal, não é possível explicarmos através da planta como uma parede deve ser pintada, e tampouco a ordem das atividades no projeto. Os revestimentos e acabamentos também não podem ser apontados por meio do desenho.

Dessa maneira, quanto maiores detalhes tiver esta descrição, mais facilitado será o gerenciamento da obra como um todo. Visto que os responsáveis terão acesso a informações que nortearão diversas tomadas de decisão durante o processo de construção.

Além disso, este memorial é importante pois ele evita que atrasos e empecilhos referentes a organização possam aparecer no decorrer do projeto. E assim, há uma promoção de otimização, agilidade, resultados excelentes e segurança.

Vale lembrarmos ainda que sem o memorial, a aprovação da obra, mediante órgão responsável no município em questão, não acontecerá. E, portanto, ele é um documento de cunho obrigatório.

Com relação ao cliente, a sua importância se dá ao fato de que é possível comprovar tudo que foi prometido no momento em que houve a compra do imóvel na planta. Assim, evitam-se atrasos, complicações, erros e dores de cabeça. Basicamente, o memorial nada mais é do que uma base de toda a obra, que serve de base para sempre.

Add Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.