Lajes protendidas e convencionais: Diferenças e quando usar

Entender a diferença entre as lajes protendidas e convencionais é de suma importância para garantir que a escolha para a sua obra seja a mais efetiva e qualificada. Para isso, trouxemos este guia com informações sobre o assunto. Acompanhe-o a seguir e saiba mais.

lajes protendidas e convencionais

Lajes protendidas e convencionais: Entenda tudo sobre

Entender as diferenças das lajes protendidas e convencionais é de suma importância para que a sua escolha seja a melhor possível. Para isso, trouxemos informações sobre ambas logo abaixo. Veja:

Para ler mais tarde: Laje Treliçada: O que é? Quais as vantagens?

Lajes protendidas

As lajes protendidas são formadas e constituídas por cordoalhas e cabos junto ao concreto, assim, diminuem a tensão total da estrutura, logo, há mais resistência e também uma menor necessidade de vigas e pilares.

Por conta disso, este tipo de laje tende a ser utilizada em ambientes que precisem de um espaço muito maior entre os pilares, como acontece em estacionamentos, por exemplo. Isso porque há um melhor aproveitamento no espaço em geral. Outro ponto muito importante é que a mão de obra é reduzida e, consequentemente diminui-se os custos com concreto, sendo mais leve que o da laje convencional.

Sua preparação e desenvolvimento, desse modo, é muito mais rápida e eficiente. Sendo assim, você otimizará tempo e dinheiro em sua obra, e sabemos que estes fatores são importantes, não é mesmo?

Lajes convencionais

As lajes convencionais, em contrapartida, são costumeiramente utilizadas em construção no geral, quando não há a necessidade de vãos muito grandes, por exemplo. Sendo assim, normalmente compostas por vergalhões metálicos, por exemplo. Trata-se de um método muito popular e utilizado com frequência, e ainda: não há tanta necessidade de mão de obra especializada, já que a operação segue um padrão mais simples.

lajes protendidas e convencionais

Em contrapartida a isso, o sistema pode ser mais caro, uma vez que utiliza mais material e fornece uma maior espessura final. Assim, há um aumento no peso de toda a estrutura em geral.

Se você precisará manter vãos com este tipo de laje, é imprescindível que a distância seja menor, de aproximadamente 3,5 e 5 metros, considerando que a espessura e o peso do material não suportaria maiores vãos.

De todo modo, podemos destacar a vantagem de que este tipo de laje propõe: resistência. Pois mesmo após a sua secagem, o concreto age de maneira integrada e, desse modo, é muito mais resistente às mudanças climáticas, por exemplo.

Quais as diferenças entre as duas opções?

Entendido o que são lajes protendidas e convencionais, é hora de sabermos um pouco mais sobre as diferenças entre elas. Afinal, o que precisa ser considerado? Quais são as diferenças? Acompanhe o quadro comparativo abaixo e saiba mais:

Lajes Protendidas

Lajes Convencionais

Maiores vãos (mais vagas na garagem)Não pode ter vãos muito grandes
Mais econômicaGasta mais material e fica mais cara
Resistência reduzidaMais resistente, uma vez que usa mais material de construção
Possui uma composição mais leveSua composição é mais pesada e densa
Necessita de mão de obra especializadaA mão de obra não necessita de especialização, tendo em vista a facilidade de desenvolver este tipo de laje
Mais agilidade para a construção e finalização da obraA construção pode ser um pouco mais demorada e dificultosa

A partir deste quadro comparativo você poderá ter mais informações e subsídios para decidir qual o tipo de laje mais adequada para a sua obra. Lembre-se sempre de considerar o peso de ambos os lados, seja com relação às vantagens ou desvantagens. Afinal, cada opção apresenta um efeito diferente que caberá a você entender qual se alinha à sua obra.

Como escolher o melhor tipo de laje?

Como mencionamos acima, escolher o melhor tipo de laje é ter em mente o que você mais precisa para que a sua obra tenha um ótimo desempenho. Exemplo:

  • Você precisa de algo mais rápido? Então as lajes protendidas serão a melhor opção.
  • Há uma necessidade de maior resistência? Então as lajes convencionais podem ser adequadas.
  • Você precisa de vãos maiores, como no caso de estacionamentos e galpões? A laje protendida é a que atende melhor este requisito.
  • Sua obra requer uma mão de obra não especializada? A laje convencional pode ser interessante. Mas, lembre-se que ela demora mais e com isso a mão de obra pode vir a encarecer um pouco.
  • Você deseja economizar tanto na mão de obra, quanto nos materiais de construção? A protendida, novamente, se adéqua neste sentido.

Leia também: Tipos de coberturas: Conheça quais são

A nossa opinião

A laje protendida tem se mostrado como uma das melhores opções no mercado, atualmente. Isso porque apesar de haver alguns contratempos, como o caso de mão de obra mais cara e especializada, ela traz consigo inúmeras vantagens que outras alternativas não apresentam. Por exemplo:

  • Mais vagas em uma garagem;
  • Ganho de pé direito;
  • Layout da obra muito mais flexível;
  • Menos pontos de apoio na fundação da obra;
  • Menos pilares na sua construção;
  • Redução do prazo de execução e desenvolvimento da obra;
  • Redução de mão de obra (pela otimização do tempo);
  • Reduz custos;
  • Arquitetura mais interessante, flexível e arrojada;
  • Atende à todas as normas de desempenho e incêndio.

Considerando todos estes pontos, será muito mais fácil você tomar uma decisão assertiva. Depois nos diga nos comentários: lajes protendidas e convencionais: qual a mais adequada para você?

Leia também:

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.