Terrário – Como criar um mini jardim em casa

Que tal aprender a fazer um lindo terrário para complementar a decoração da sua casa e deixar o toque verde manter o ambiente ainda mais leve e descontraído? Pois então não deixe de acompanhar o nosso guia de hoje! Embora muita gente ache que montar este tipo de “mini jardim” seja muito difícil, na prática, é mais simples do que você imagina. E nós vamos te provar com o nosso passo a passo. Acompanhe a seguir.

terrário

Como criar um terrário em casa

Criar o seu mini jardim é super simples. Tudo o que você precisa é investir nos materiais certos, para que o resultado seja o mais interessante possível. Com o nosso passo a passo você conseguirá compreender cada cuidado necessário e, dessa forma, usufruir de um resultado incrível. Veja:

1- Escolha um recipiente de vidro

Primeiramente você deverá escolher o recipiente de vidro que será utilizado como base para o seu terrário. Aqui, você pode deixar a sua imaginação fluir para encontrar a opção que seja mais interessante para você. Vale, inclusive, apostar naquele recipiente que você tem guardado em sua casa e, por algum motivo, não esteja mais usando-o. Dentre as opções, podemos destacar as seguintes:

  • Aquário;
  • Copo;
  • Garrafa de vidro cortada;
  • Pote de vidro;
  • Frascos diversos;
  • Vidro de conserva;
  • Entre outras possibilidades.

Repare no formato que você acha mais interessante e prepare-o para os passos seguintes, lavando bem. É preciso que você se atente para o tipo de produto de limpeza utilizado, para não acabar aplicando algo que possa, mais tarde, prejudicar a saúde das suas plantinhas, ok?

terrário

2- Escolha as melhores plantinhas

O segundo passo é, portanto, escolher as plantinhas que você irá utilizar no seu terrário. Para isso, não existe muito segredo. Pois embora as pessoas achem que apenas plantas específicas podem ser utilizadas, isso não quer dizer que você terá que encontrar apenas possibilidades mais “difíceis” de cuidar e exóticas. As plantinhas que você costuma ter contato no dia a dia já podem bastar.

Por exemplo, você pode utilizar as suculentas que costuma cultivar em casa, ou então, até mesmo a samambaia. O ideal é que, portanto, você aposte em plantas que tenham um crescimento similar, para que nenhuma “atropele” a outra.

3- Materiais para complementar

Com os dois pontos anteriores escolhidos, é hora de você apostar nos materiais para complementar o seu terrário. Afinal, escolhida as plantinhas e o vidro, você precisará pensar em toda a composição decorativa do mesmo. Veja a seguir as nossas dicas de materiais:

  • Solo adequado: Escolha uma opção preferencialmente com musgo, para que seja leve e com uma boa drenagem, como o musgo esfagno.
  • Pedrinhas e cascalhos diversos: Para criar uma composição visual mais diferente e bonita, você pode apostar no uso de pedras e cascalhos. Mas, não pense que as mesmas servem apenas para deixar a decoração completa… Elas também apresentam um papel importante na drenagem, e precisam ser colocadas com cuidado.
  • Carvão ativado: Se você utilizar um recipiente que não apresenta orifício para a drenagem da água, é imprescindível que você use o carvão ativado para cumprir esta importante função.
  • Musgo: Para absorver o excesso de umidade que pode ficar no fundo da sua tigela, utilize o musgo. O mesmo agirá como uma espécie de “esponja natural”.
  • Enfeites diversos: Conchas, pedras, bonequinhos e decoração de aquário são ótimas pedidas para complementar o seu terrário.
terrário

4- Montando o seu terrário

Com todos os materiais em mãos, é hora de começar a montar o seu lindo terrário. Faça tudo com muito cuidado e atenção, para que o resultado seja o melhor possível. Veja a seguir:

  1. Primeiramente, lave bem o recipiente. Utilize sabão neutro e água filtrada nesta etapa. É importante enxaguar bem para manter tudo bem higienizado.
  2. Prepare toda a drenagem do seu mini jardim. Para isso, você deverá misturar o cascalho, com as pedrinhas, um punhado de carvão ativado e musgo. Feito a misturinha, espalhe tudo no fundo do recipiente escolhido, deixando uma camada de aproximadamente 2,5 centímetros de altura.
  3. Acrescente um pouco de musgo, para que a terra grude embaixo do cascalho, além de absorver o excesso de umidade.
  4. Acrescente uma camada de terra para as suas plantas se desenvolverem de modo saudável e interessante. Aqui, uma boa pedida é uma camada que varie de 5 a 8 centímetros. Tudo dependerá do tipo de raiz das plantinhas que você for escolher para o seu terrário. As mesmas precisam de espaço para se desenvolverem de uma maneira saudável e “confortável”.
  5. Em seguida, aperte um pouco a terra, para que o excesso de ar saia.
  6. Faça pequenos orifícios na terra, de acordo com a disposição das plantas, para “encaixá-las” depois.
  7. Inicie a sua plantação propriamente dita, retirando a planta do vaso anterior e, com muita atenção e cuidado, colocando-a no buraco que você preparou no passo anterior. Aplane a terra que está ao redor da planta e faça isso com todas as suas mudas.
  8. Complemente com os seus enfeites e deixe tudo ainda mais a sua cara. Posicione as pedras, conchas, musgos e afins. E assim, vá moldando todo um cenário para o seu mini jardim.
  9. Por fim, regue um pouco as suas plantinhas, com uma quantidade de água pequena para, dessa forma, não “afogar” as mesmas.

Pronto! Assim você já terá o seu lindo mini jardim em casa, pronto para decorar qualquer ambiente. Continue lendo este artigo e você saberá quais são os cuidados essenciais para manter tudo nos conformes.

5- Cuidados importantes

As plantas que são costumeiramente utilizadas em terrários são, de modo geral, resistentes e não necessitam de cuidados tão intensos e específicos. Todavia, é importante que, do mesmo modo, você dê um suporte a mais para a mesma. Da seguinte maneira:

  • Regue sempre: Regue o seu terrário quando notar a necessidade do mesmo. Mas, apenas se ele for aberto. Plantas como as suculentas e os cactos precisam de água apenas uma vez por mês.
  • Cuide das plantas: Sempre observe o aspecto das suas plantas. Para que assim, você possa, de fato, remover qualquer mal pela raiz. Por exemplo, se você se deparar com mofo, manchas ou folhas murchas, o ideal é que você remova a parte “doente” da planta, além de sempre eliminar as ervas daninhas que possam se desenvolver.

Modelos de terrário pra te inspirar

Agora é chegado um dos momentos mais interessantes e esperados! A hora de conhecer os modelos inspiradores de mini jardim para você conhecer e criar composições parecidas. Veja a seguir:

terrário terrário terrário terrário terrário terrário

O que não faltarão são possibilidades! Encontre o modelo ideal para você e invista.

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.