Mármore ou Granito – Diferenças e Como Escolher a Melhor Opção

Certamente você já deve ter se perguntado sobre qual a melhor opção: utilizar o mármore ou granito. No entanto, para saber a resposta, é preciso conhecer as diferenças, os benefícios e os pontos negativos de cada um deles.

E, foi pensando exatamente nisso, que montamos o nosso artigo de hoje. Nele você aprenderá tudo sobre estas duas pedras, qual delas é mais recomendada para a sua obra e ainda, você poderá conhecer materiais que imitam estas pedras!

Sendo assim, acompanhe o nosso artigo e tenha todas as informações possíveis acerca destas peças que, além de darem um acabamento revestido a qualquer reforma e construção, também proporciona uma decoração única.

 

mármore ou granito

(Foto: Pinterest)

 

O que é o mármore?

O mármore nada mais é do que uma rocha natural, que é metamórfica. Em sua maioria, apresenta uma composição de minerais de calcita. A pedra de mármore apresenta uma coloração bem uniforme e consistente.

Os seus desenhos são bem definidos, recebendo o nome de “veios”. O granito também apresenta uma alta porosidade, o que faz com que a pedra acabe absorvendo mais qualquer sujeira ou líquido que entra em contato com a sua superfície.

Vantagens de utilizar o mármore em sua obra

Existem algumas vantagens que tornam ainda mais interessante a utilização do mármore em sua obra. No entanto, são elas:

  • O peso: Escolher entre o mármore ou granito requer um planejamento minucioso, pensando em cada detalhe. E quando falamos do peso, por exemplo, o mármore apresenta uma vantagem com relação ao granito: o mesmo é mais leve e, por esse motivo, é mais fácil de ser carregado. Além disso, o fato de o mesmo ser um pouco mais leve proporciona a possibilidade de poder ser utilizado na parede.
  • A beleza: Sabemos que a beleza das pedras de mármores traz um diferencial para a peça. Portanto, independente do objetivo de fato, a decoração estará sempre impecável se você utilizar uma pedra de mármore.
  • Perfeito para acabamentos interiores: O mármore é aquela peça chave para proporcionar um acabamento bonito e perfeito para os seus projetos interiores.
  • Fácil aplicação: O mármore não irá requerer o custo de mão de obra alta para a sua aplicação, considerando que é muito mais fácil aplicar um mármore do que um granito.

Desvantagens de utilizar o mármore em sua obra

Apesar de ser uma peça muito interessante para proporcionar um belo acabamento em sua obra, é possível também apontarmos as desvantagens de utilizar mármore em sua construção.

  • Mais frágil: Como mencionamos anteriormente, o mármore é uma peça mais leve que o granito. Logo, o mesmo não deve ser utilizado como piso, pelo menos em áreas onde haja muita circulação de pessoas. Isso porque o mesmo tende a ser mais frágil, não suportando fortes impactos diariamente.
  • Limpeza: Por apresentar uma porosidade maior do que outras possibilidades de pedras naturais, o mármore pode se tornar uma peça um pouco mais difícil de limpar. Além de estar mais propensa a manchas. Portanto, se você convive com crianças em casa, por exemplo, utilizar mármore em sua decoração poderá lhe gerar grandes frustrações!
  • Alto custo: O mármore costuma ser uma das pedras mais caras do mercado, mesmo com uma durabilidade um pouco reduzida.
  • Não é recomendado o uso em ambientes úmidos: A cozinha e o banheiro precisam ficar de fora da lista de ambientes decorados com mármore. Isso porque a sua porosidade é tão alta, que pode acabar ocasionando em efeitos esteticamente comprometidos em sua decoração.

 

mármore ou granito

(Foto: Pinterest)

 

O que é o granito?

Agora que você já conheceu um pouquinho sobre o mármore, está na hora de conhecer mais sobre o granito. Este que, por sua vez, é caracterizado como uma rocha ígnea. Ou seja, podemos encontrar em sua composição elementos específicos como mica e quartzo.

E é exatamente estes componentes que, juntos, formam a força, a beleza e a exuberância do granito em si.

Vantagens de utilizar o granito em sua obra

As vantagens de utilizar mármore ou granito na sua obra variam, isso é verdade. Porém, colocar na balança é crucial para garantir um acabamento dos sonhos para a sua reforma ou construção. Desse modo, os benefícios do uso de granito são:

  • Durabilidade: O granito apresenta uma estrutura muito mais reforçada, quando comparamos com o mármore. O mesmo apresenta uma composição mais firme e durável, podendo ser utilizado como piso em locais com grande circulação.
  • Indicada para ambientes externos: Diferente do mármore, graças a sua força, o granito pode ser utilizado para acabamentos tanto internos, quanto externos em sua residência.
  • Não mancha: A sua porosidade também é diminuída, o que não permite a possibilidade de desenvolver manchas, absorver água, etc. Por essa razão, esta pedra costuma ser muito utilizada em cozinha e em banheiros, por exemplo.
  • Custo benefício: Por incrível que pareça, o valor do granito costuma ser mais baixo, quando comparado com as pedras de mármore. Logo, você estará investindo em algo com maior durabilidade e com menos curso.

 

mármore ou granito

(Foto: Pinterest)

 

Desvantagens de utilizar granito em sua obra

Mas como nem tudo são flores, precisamos destacar para você quais são as desvantagens de utilizar o granito em sua obra.

  • O peso: O granito costuma ser muito mais pesado que as pedras de mármore. Logo, tornam-se incompatíveis com acabamentos na parede, já que seria um pouco complicado fixá-lo. E, obviamente, o carregamento pode ser um pouco mais dificultoso.
  • Instalação apenas com profissionais qualificados: Enquanto que a pedra de mármore traz o benefício de ser facilmente instalada, a de granito requer um olhar profissional para o acabamento perfeito. Logo, você precisará investir em mão de obra.
  • Pode se desgastar: Apesar de não manchar e não absorver água, o granito tende a não ser muito resistente a produtos químicos. Isso faz com que o passar do tempo o mesmo seja “corroído”, deformando a sua aparência natural.
  • Requer uma melhor estrutura: Ainda sobre o peso do granito, o mesmo necessita de uma estrutura mais robusta, a fim de garantir o resultado final perfeito. Por essa razão, você precisará investir ainda mais em móveis e acabamentos que proporcionem essa estruturação.

Materiais que imitam granito e mármore

Agora que você já pode conhecer as principais diferenças e pensar sobre utilizar mármore ou granito em sua obra, deve estar pensando em outras possibilidades, não é? Afinal, sabemos que o preço de uma pedra natural pode sim ser um pouco apimentado.

Dessa forma, pensar em alternativas mais econômicas pode ser muito interessante! Te convidamos a conhecer um pouco mais sobre o Marmoglass (clicando aqui) e descubra uma opção muito mais econômica para o acabamento de sua obra.

Certamente você irá encontrar a opção que mais combina com você, e assim investir em um material bom, mas que também seja barato.

 

mármore ou granito

(Foto: Pinterest)

 

Qual é a melhor opção para a minha obra?

Você já conheceu todos os pontos acerca do uso de mármore ou granito, não é? Mas ainda assim está em dúvida sobre qual a melhor opção para a sua obra? Então siga as nossas dicas:

  1. Pense no local: É para um acabamento interno ou externo? É para o chão ou para as paredes? Para cozinha ou para a sala? Pensando no local, você poderá listar as características que a pedra natural precisa ter para suprir as suas necessidades.
  2. Pense na durabilidade: Agora que você já estipulou o local, pense na durabilidade. Pode ser permeável? Precisa de uma estrutura forte? Corre o risco de manchar? Assim você poderá pensar entre mármore ou granito, considerando o primeiro como perfeito para acabamentos com menos impacto, e o segundo como acabamento de maiores impactos.
  3. Pense no investimento: Por fim, pense no valor que quer investir! Assim você optará entre mármore ou granito sem deixar de lado a qualidade do produto.

Contudo, estes três fatores deverão nortear a sua escolha, garantindo que a mesma seja feita da melhor forma possível. Lembre-se: o importante é juntar a praticidade, a durabilidade e o valor em uma única escolha. É preciso um equilíbrio entre os três, para o resultado ser o melhor possível! Depois é só nos contar nos comentários qual foi a sua escolha.

 

Add Comment