Radier: O que é, Como e Quando usar

Pensando em economizar na construção? Então, você não pode deixar de conhecer as lajes Radier, que cada vez mais têm sido utilizadas nas obras em todo o Brasil, trazendo uma série de benefícios.

Radier
Radier: O que é, Como e Quando usar (Foto: Reprodução internet)

O que é Radier? Trata-se de um tipo de fundação rasa, que funciona como uma laje em contato direto com a superfície do terreno, abrangendo toda a área da construção, e que recebe as cargas dos pilares e paredes da superestrutura.

Geralmente, ele é utilizado em obras de pequeno porte, especialmente casas de baixo custo, mas nada impede que o seu uso em obras maiores aconteça (no exterior, a utilização dessa laje em obras grandes é bastante comum), desde que se leve em conta outros fatores, como o tipo de solo e a sua interação com o peso da estrutura, por exemplo.

Vantagens e desvantagens da laje Radier

Em tempos de crise, o setor da construção civil tem apresentado algumas alternativas para quem está em busca de economia nas obras, e essa é uma das vantagens do Radier, conforme comentamos no início do texto.

Como não exige grandes escavações, movimentações de terra e montagem de fôrmas complexas, essa técnica se torna bastante competitiva em relação aos custos. Confira outros benefícios:

  • Tempo de execução reduzido (em obras pequenas, a construção pode ser concluída em dois dias – um dia e meio para a montagem e meio dia para a concretagem).
  • Redução na mão-de-obra, se comparada a outros tipos de fundação rasas ou superficiais (três funcionários executam o trabalho no exemplo acima, sem maiores dificuldades).
  • Possibilidade de uso em terrenos argilosos.
  • Combina com sistemas estruturais tradicionais e industrializados (aço, madeira, etc).
Radier
Há diferentes tipos de Radier (Foto: Reprodução internet)

Em contrapartida, há algumas desvantagens, como:

  • Necessidade de execução precoce das instalações hidráulicas e sanitárias.
  • Possibilidade de surgirem fissuras na estrutura de concreto armado.
  • Dificuldade na execução e custos mais elevados em caso de ser necessário aumentar a resistência, devido às cargas atuantes na laje.

Tipos e indicações

Com relação aos tipos de Radier, a escolha depende, basicamente, das características e da escala do projeto, sendo que a estrutura precisa resistir aos esforços de cada pilar e suportar eventuais pressões do lençol freático.

Há as seguintes versões:

  • Radier armado: tipo mais comum, ele é usado na construção de casas e edifícios mais baixos, que tenham até quatro ou cinco pavimentos, no máximo.
  • Radier protendido: é indicado para edificações mais altas, com até 14 pavimentos, e também para obras que necessitam de apoio em várias casas contínuas.
  • Radier estaqueado: adequado para solos ruins, com baixa capacidade de suporte, e para edifícios altos com cargas elevadas nas fundações.

Como usar

Para fazer a fundação em Radier é preciso começar com a limpeza, nivelamento e compactação do terreno. Em seguida, protege-se a ferragem, com a colocação de um lastro de brita.

Radier
Radier preparado para a concretagem (Foto: Reprodução internet)

E em torno da fundação ficam as formas de madeira, com aproximadamente 10cm de largura, fechando a área que será concretada, conforme o projeto. As instalações elétricas e sanitárias devem ser assentadas com saída por meio do Radier, para evitar futuros cortes na estrutura já executada, o que pode resultar em mais gastos.

Apesar de ser uma técnica de fácil execução, é recomendado procurar profissionais habilitados para fazê-lo corretamente.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *